quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Mãe de dois

Então, eis que no colorido dos traços de um exame de farmácia descobri que seria mãe novamente. Foi inesperado, mas desejado. Adorei a ideia! É interessante como a segunda gravidez parece ser mais tranquila, tem menos ansiedade envolvida (só um pouquinho menos, é verdade e são diferentes também). No começo (mas não só nele) minhas leituras estavam restritas aos sites que falam sobre o desenvolvimento do bebê e coisas do tipo. Mas confesso: estava louca para ler um livro sobre o assunto, como fiz na minha primeira gravidez. Foi difícil achar porque já li muito sobre o tema.

Até que , li no facebook um post sobre um blog que virou livro. O nome era sugestivo  Mãe de dois (Ed. Civilização Brasileira), da jornalista Maria Dolores. Não contei tempo e no fim de semana fui na livraria mais próxima procurar, mas o amor pelos livros é de família e acabei indo para o cantinho infantil mostrar historinhas para o meu pequeno primogênito. Nesse meio tempo o maridão encontra o livro e ... surpresa... eu ganhei de presente (sem nem ter falado da obra, hein.)

ADOREI! Dei belas gargalhadas, me emocionei e rolou uma identificação interessante com as histórias. Tudo isso me deixou um pouco mais tranquila, aliviada. Foi ótimo encontrar alguém que passou / passa pelas angustias da segunda gravidez. 

A obra nem de longe se parece com um manual de instruções sobre como educar dois filhos juntos ou sobre a importância dos irmãos, da disciplina, ou qualquer coisa do tipo. Também não fica tentando ensinar como controlar as emoções que aparecem nas grávidas de sgunda barriga, nada disso. É um texto solto, quase de amiga para amiga que trata do cotidiano.  Os capítulos dos livros são os meses da gravidez e os textos vão da descoberta ao parto.
Confesso que me senti, digamos assim, mais normal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário