terça-feira, 22 de junho de 2010

Duzentos anos depois

Comprei 1808 (Editora Planeta) no final de 2007 porque no ano seguinte estaríamos comemorando duzentos anos da chegada da família real portuguesa ao Brasil. Comprei porque parecia bom (o subtítulo é: Como uma rainha louca, um príncipe medroso e uma corte corrupta enganaram Napoleão e mudaram a História de Portugal e do Brasil – vê se não dá vontade de ler?) e porque queria saber um pouco mais sobre o assunto. Levei de férias.

Não é exatamente o que a maioria das pessoas faria. Afinal, são 351 páginas de um texto que não é ficção. Mas vou dizer: Laurentino Gomes escreve muito bem! O livro é resultado de dez anos de investigação jornalística do autor que é jornalista formado na Universidade Federal do Paraná. O livro é engraçado, sério, colorido (tem imagem sim, mas as cores vão além delas) é muito bom. Vamos combinar que não é todo historiador que consegue fazer um texto assim.

O autor explica cada movimento deste, digamos, evento, que fez com que o rei português fosse o único monarca europeu a governar da América, para isso o Brasil saiu da condição de colônia e passou a Reino Unido. De fato tudo isso fez com o nosso país, mero coadjuvante naquela época, se tornasse assunto e rodas nunca antes imaginadas. Depois disso passamos a país independente.
Claro que Joãozinho pode ter adiado uma série de decisões que nós, brasileiros, podíamos ter feito. Mas isso nós só saberemos se voltarmos no tempo e mudarmos a história. Particularmente sai deste livro com uma outra visão de D. João VI. Hoje posso dizer que, apesar dos pesares, tenho grande respeito por ele.

Outra coisa que me tornou fã do autor foi a rapidez com que ele respondeu um e-mail meu sobre a versão juvenil da obra. Me senti, de fato, muito próxima do autor. O site pelo qual entrei em contato foi http://www.laurentinogomes.com.br

4 comentários:

  1. Ai, que vergonha.
    Eu ganhei este livro há algum tempo, já.
    Comecei a ler, mas entrou pra turma daqueles que a gente para no meio da caminho e acaba esquecendo.
    A Ana tbm ganhou a versão juvenil de um casal de amigos muito, mas muito, especial.
    Comecei a ler pra ela antes de dormir, mas tbm não terminamos.
    E o pior (melhor) é que o livro é realmente interessante.
    Mas, está resolvido. Andava atrás de um livro para levar na viajem (14h de ônibus até SP) e não conseguia me decidir por qual comprar.
    Ótima lembrança, Cláudia.
    Vou resgatar 1808 e levar comigo a rainha louca, o príncipe covarde e a corte corrupta.

    Ah! E parabéns pelo layout novo.
    Ficou show.

    Bjnho

    ResponderExcluir
  2. OK Maitê, erro corrigido. Que bom que o post te ajudou a lembrar de um livro escondido. Tenho certeza que será uma ótima companhia de viagem!

    Gostou da mudança? Eu também achei massa!

    Bjos e boa viagem! E não esqueça: "mande notícias do mundo de lá".

    ResponderExcluir
  3. Gata...
    faz tempo que eu não te visito aqui!! Tá um arraso esse leiaute!
    Entrei aqui procurando o teu post sobre a "O tempo entre costuras", mas não encontrei! :(
    Adorei o livro de tua indicação e empréstimo. Na minha opinião, pra história ficar completamente fechada, só faltou o Silva ser o mau caráter Ramiro disfarçado... mas vou deixar pra ver os teus comentários antes!!
    Beijos

    ResponderExcluir