segunda-feira, 22 de março de 2010

Os últimos quarenta anos do Brasil 2

Com estes livros acabei entrando em outro, que já estava na minha estante a um tempo, mas outros apareciam na frente para serem lidos: A década de 80 – Brasil: quando a multidão voltou às praças (Série Princípios, Editora Ática). Na verdade fui lê-lo porque uma aluna minha do curso de jornalismo queria fazer um artigo sobre a música na década de 80. Ela queria apresentar este período como um período em que as músicas de protesto apareceram com força e abertamente, afinal a abertura política estava sendo feita, a ditadura acabava de forma ordenada, lenta e gradualmente, mas acabava. Não havia mais censura e a reunião de pessoas nas praças voltava a ser possível.

Como todos os livros da série Pincípios ele é pequeno, são 66 páginas sem contar a bibliografia comentada e sem o vocabulário crítico (que, aliás, é uma ótima ideia), também não é demorado de ler e é interessante para relembrar algumas coisas que marcaram nosso país na década da novela Vale Tudo(algumas eu lembrava, afinal os dez primeiros anos da minha vida foram passados nesta década, e outras eu misturava, já que eu era pequena quando tudo aconteceu) . O legal de ler os três livros quase na mesma época é que a cronologia ficou mais fácil e linear (parecia escola, ontem terminamos o assunto tal e hoje começaremos o seguinte, em ordem cronológica) e, por mais que para muitos isso seja o menos importante, é bom que isso aconteça em alguns momentos para percebermos que há uma ligação entre as décadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário